Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Seguradora americana confirma que quer levantar capital

A Ambac Financial Group, segunda maior seguradora de bônus dos Estados Unidos, está buscando todas as opções para estabilizar sua crucial classificação de risco de crédito (rating) "AAA", incluindo levantar capital, afirmou Vandana Sharma, porta-voz da seguradora de bônus, em meio a informes de que a companhia estaria finalizando uma injeção de capital patrocinada por bancos de até US$ 3 bilhões. Uma reportagem do Financial Times informou que um grupo de bancos - incluindo o Citigroup, Wachovia Corp, Barclays PLC, The Royal Bank of Scotland Group, Société Générale, BNP Paribas, UBS AG e o Dresdner Bank AG - está se preparando para injetar de US$ 2 bilhões a US$ 3 bilhões na Ambac para ajudar a seguradora a manter seu rating de crédito e evitar um rebaixamento que poderá colocar um fim ao seu rentável negócio de seguros de bônus municipais. O jornalista Charlie Gasparino, da rede de televisão CNBC, chamou o plano de emergência de uma "ajuda" que poderá ser anunciada na segunda ou terça-feira, mas a porta-voz da Ambac discordou do termo, embora não tenha oferecido mais detalhes. "Isto é qualquer coisa menos uma ajuda", disse Sharma à agência de notícias Dow Jones. "Tão logo tenhamos algo para anunciar, estaremos mais felizes do que qualquer um", disse. "Estamos trabalhando com muitos componentes diferentes", afirmou Sharma, acrescentando que a seguradora tem de satisfazer os segurados, agência de classificação de risco, acionistas e órgãos reguladores. "Sempre dissemos que estávamos buscando todas as opções" enquanto a companhia corre para levantar capital e manter seu rating "AAA" das agências Moody''s Investors Services e Standard and Poor''s, disse Sharma. A meta é "estabilizar o negócio, particularmente do lado municipal", acrescentou. A Fitch Ratings já rebaixou a classificação da Ambac em duas escalas para AA e espera-se que a Moody''s complete a revisão dos ratings de todas as seguradoras de bônus até o final de fevereiro. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.