Seguros e taxas encarecem financiamento

Na compra de um imóvel de R$ 100 mil, com financiamento de R$ 50 mil, pelo prazo de 10 anos, o prêmio do seguro básico obrigatório de cobertura por morte e invalidez permanente e danos físicos ao imóvel, entre os bancos pesquisados, vai de R$ 29,65 a R$ 96,16. No BankBoston e no Santander, além das coberturas já citadas, o valor pago dá direito a serviços 24 horas de chaveiros, eletricistas, encanadores etc. Mesmo quando o valor do seguro é baixo, é preciso ficar atento à cobrança de taxas. São as chamadas taxas de serviço ou cobrança, no valor de R$ 12,00. Algumas instituições isentam o cliente desse custo.Alguns bancos também podem oferecer seguros com cobertura opcional. Nesse caso, o segurado terá de desembolsar mensalmente 3% sobre o valor da prestação. Esse seguro garante o pagamento de seis parcelas do financiamento, caso o beneficiário fique desempregado, após carência preestabelecida de um ano de pagamento. Taxa de serviço Valores e nomes de taxas são diferentes em cada instituição. Uma delas é cobrada para a avaliação do imóvel, de análise jurídica, de abertura de crédito, de cadastramento etc. O menor valor encontrado no mercado foi de R$ 389,52 (Bradesco) e o maior, de R$ 800,00 (Santander).Os mutuários devem lembrar também de reservar uma quantia extra para arcar com o pagamento das despesas iniciais do financiamento. Exemplo disso é o custo com escritura, Imposto sobre Transmissão de Bens Intervivos (ITBI) e o registro do imóvel, nos casos onde a escritura é a garantia do financiamento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.