Selic pode ir a 18,95% se oposição vencer, diz pesquisa Ibef

Pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças (Ibef) aponta que os executivos de finanças trabalham com a expectativa de que os juros deverão pular para 18,95% (hoje estão em 18,5%) até o final do ano, caso a oposição vença a eleição. Se Serra for eleito, a taxa poderá cair para 17,5%. A consulta foi realizada entre 11 e 15 de julho, com 60 formadores de opinião na área de finanças, entre executivos, diretores, presidentes e vice-presidentes de empresas e instituições financeiras nacionais e multinacionais. Para os executivos de finanças ouvidos, a expectativa é que o dólar chegará a R$ 3,10 no final deste ano, se um dos candidatos de oposição vencer as eleições. Caso o candidato do governo, José Serra (PSDB), seja eleito, o dólar poderia recuar para R$ 2,69. Segundo o levantamento, os executivos de finanças acreditam que Lula e Serra devem disputar o segundo turno, e 73,92% dos entrevistados afirmaram que votarão em Serra. Apenas 13,04% dos executivos financeiros disseram que votariam em Lula.Os executivos também prevêem um crescimento maior do PIB neste ano caso o candidato do governo vença as eleições. O crescimento do PIB ficaria em 2,10% se Serra vencer e 1,91% caso a oposição ganhe. Para a inflação, a expectativa é que o IGP-M salte para 7,71% em 2002 caso a oposição vença. Já uma vitória de Serra faria o IGP-M ficar em 7,13% em 2002.

Agencia Estado,

16 de julho de 2002 | 17h47

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.