Sem efeito total de recall, produção e vendas da Toyota saltam em janeiro

Base de comparação, no entanto, é fraca, pois em janeiro de 2009 montadora ajustava-se à queda de demanda 

Marcílio Souza, da Agência Estado,

23 de fevereiro de 2010 | 11h45

A Toyota informou nesta terça-feira que sua produção cresceu 29% no Japão em janeiro em comparação com igual mês do ano passado, para 268.888 veículos. A produção do grupo fora do país, enquanto isso, atingiu um recorde para o mês de janeiro, de 375.037 veículos, um crescimento de 80% sobre janeiro de 2009. Desse total, a produção nos EUA mais do que dobrou, para 98 mil veículos.

 

As vendas domésticas do grupo aumentaram quase 50%, para 121.043 unidades, enquanto as exportações cresceram 44%, para 130.928 unidades. Os números, no entanto, não refletem ainda totalmente o impacto dos recalls de mais de 8 milhões de carros anunciados em todo o mundo, que deverão custar ao grupo cerca de US$ 2 bilhões.

 

Os aumentos da produção e das vendas da Toyota registrados em janeiro refletem também a base fraca de comparação. Em janeiro de 2009, a empresa, da mesma maneira que suas concorrentes, estava ajustando-se à queda da demanda provocada pela crise global.

 

Outras montadoras japonesas também anunciaram hoje melhoria de seu desempenho no mês passado, na comparação anual. A produção doméstica da Honda cresceu 0,2% frente a janeiro de 2009, para 77.384 unidades, o primeiro aumento em 15 meses. As vendas do grupo no Japão, por sua vez, subiram 40%, para 47.818 veículos, enquanto as exportações saltaram 51,6%, para 16.990 unidades.

 

A produção da Nissan, por sua vez, disparou 83,1% no Japão na comparação anual, para 86.938 unidades. Suas vendas domésticas aumentaram 17,5%, para 49.096 veículos, enquanto as exportações cresceram 29,6%, para 35.737 unidades. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.