Sem novas alíquotas, governo quer mudar tabela de IR para 2006

O ministro do Trabalho, Luiz Marinho, disse hoje que o governo vai corrigir a tabela do Imposto de Renda para evitar o aumento do Imposto de Renda pago pelos trabalhadores beneficiados por aumento salarial. Marinho explicou que não estão em discussão mudanças na alíquota do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF). "O que está em discussão é a correção da tabela. Vamos consolidar a negociação até o final de novembro para termos uma decisão final em dezembro, e a correção poder valer para 2006", explicou.Segundo Marinho, a base para a negociação são os 7% que não foram incluídos na correção no ano passado, quando o governo, em entendimento com as centrais sindicais, corrigiu a tabela do IR em 10%. "Esse resíduo é o que está na base das negociações", acrescentou Marinho.De acordo com o ministro, é bem possível que o resíduo do ano passado mais o INPC deste ano não sejam totalmente incorporados na correção válida para 2006. "O que ficou faltando no ano passado mais a correção deste ano vão ser considerados para um período de dois anos", disse o ministro. Assim, Marinho admitiu que também está sinalizando, para 2006, com uma nova correção, que valerá para 2007.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.