Susan Walsh/AP
Susan Walsh/AP

Sem reforma robusta, País quebra, diz Bolsonaro em rede social

Ainda assim, presidente diz que Congresso tem a prerrogativa de alterar a proposta ,embora torça para que o texto não sofra ajustes

Reuters, O Estado de S.Paulo

18 de março de 2019 | 23h46

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta segunda-feira, 18, que o Brasil quebrará se não for aprovada uma reforma da Previdência “robusta” e, ao mesmo tempo que voltou a reconhecer que o Congresso Nacional tem prerrogativa de alterar a proposta sobre o assunto encaminhada pelo governo, disse torcer para que o texto não sofra ajustes.

“Se o Brasil não fizer uma reforma da Previdência de forma robusta, nós quebraremos”, disse o presidente em uma transmissão ao vivo em rede social do filho Eduardo Bolsonaro, deputado do PSL, que o acompanha em visita oficial aos Estados Unidos.

“A gente sabe que a reforma da Previdência é dura. Gostaria de não fazer, mas se não fizer, daqui dois, três anos quebra o Brasil e ninguém recebe nada. Logicamente, o Congresso tem autoridade, tem liberdade para fazer alguns ajustes. A gente torce para que não haja nenhum ajuste, mas o Congresso tem esse poder de fazer algum reajuste lá”, acrescentou Bolsonaro na transmissão feita na Blair House, onde está hospedado na capital americana.

Na transmissão, Bolsonaro também garantiu que a proposta de reforma da previdência dos militares, que vai por projeto de lei porque não necessita de mudança na Constituição, seguirá para a Câmara dos Deputados na quarta-feira, 20. O presidente procurou tranquilizar as Forças Armadas afirmando que o texto que será encaminhado será justo.

“Pode ter certeza, essa proposta vai ser justa”, disse Bolsonaro, que nesta terça-feira, 19, se reunirá na Casa Branca com o presidente dos EUA, Donald Trump. “Tenham certeza que haverá sensibilidade por parte do Ministério da Defesa para corrigir possíveis equívocos, que podem acontecer, somos seres humanos”, acrescentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.