André Dusek/Estadão
André Dusek/Estadão

Sem votos, Maia decide não pautar reforma da Previdência para próxima semana

Governistas trabalham agora para que a proposta seja votada na Casa na semana de 13 de dezembro

Igor Gadelha, O Estado de S.Paulo

01 Dezembro 2017 | 16h47

BRASÍLIA - Sem os 308 votos necessários para aprovar a matéria, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), não incluiu a reforma da Previdência na pauta de votações do plenário da próxima semana. Governistas trabalham agora para que a proposta seja votada na Casa na semana de 13 de dezembro. 

Em encontro com Temer há duas semanas, Maia tinha combinado com o governo tentar por a reforma em votação na próxima quarta-feira, 6. No entanto, após rodada de conversas com líderes de partidos da base aliada, o presidente da Câmara decidiu não incluir a matéria na pauta, por não ter os votos suficientes para aprová-la.

Neste domingo, 3, o presidente Michel Temer participa de jantar com lideranças e dirigentes de partidos da base. O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, também deve comparecer ao encontro, que está marcado para começar às 19h30, na residência oficial do presidente da Câmara em Brasília.

++Aliados não fecham questão na reforma da Previdência

"O combinado é, depois do jantar, passar segunda, terça e quarta conversando em busca de votos e na quinta vamos fazer uma avaliação para ver se há como pautar ainda este ano", disse ao Broadcast Político o líder do PMDB na Câmara, deputado Baleia Rossi (SP). 

++ Alckmin afirma que reforma da Previdência terá apoio do PSDB

Mais conteúdo sobre:
reforma previdenciária aposentadoria

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.