Semana cheia deve manter tensão

Depoimento de Bernanke, balanços de bancos e indicadores de inflação vão deixar investidores em alerta

Leandro Modé, O Estadao de S.Paulo

14 de janeiro de 2008 | 00h00

O pessimismo com o desempenho da economia americana contaminou o mercado acionário nas duas primeiras semanas de 2008. Os principais índices da Bolsa de Nova York tiveram o pior início de ano desde 1982. O Dow Jones, por exemplo, desvalorizou 4,96% nos primeiros oito pregões do ano. O Índice da Bolsa de Valores de São Paulo (Ibovespa) não ficou atrás. Já perdeu 3,04%. Analistas e investidores continuarão avaliando com lupa os indicadores econômicos dos Estados Unidos e aguardarão mais sinais do Federal Reserve (Fed, o banco central americano) e do governo George W. Bush no sentido de reanimar a atividade econômica. Nesta semana, a agenda de divulgação de indicadores está cheia. Tem Índice de Preços ao Produtor amanhã, Índice de Preços ao Consumidor quarta-feira e Livro Bege (que traz o sumário das condições econômicas nos EUA), também quarta. Há, ainda, vários balanços importantes, como o do Citigroup (amanhã), o do JP Morgan (quarta) e o do Merrill Lynch (quinta). Para completar, o presidente do Fed, Ben Bernanke, depõe no Comitê de Orçamento da Câmara na quinta-feira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.