Senado americano vai analisar reforma hoje

Os senadores dos Estados Unidos que negociam a reforma regulatória financeira no país afirmam estar próximos de um acordo bipartidário, mas admitem que o consenso pode ser alcançado apenas nos últimos momentos antes da votação de hoje.

, O Estado de S.Paulo

26 de abril de 2010 | 00h00

Um dos temas ainda em discussão é a proibição de futuros resgates a empresas financeiras com dinheiro público.

O líder da maioria democrata no Senado, Harry Reid, marcou um voto processual para iniciar a discussão da proposta do partido no fim do dia. Os democratas precisam que pelo menos um republicano deserte seus líderes para conseguirem os 60 votos necessários e começarem o debate.

Os republicanos avisaram que vão votar contra a análise da lei se um acordo bipartidário não for alcançado. A votação, assim, não seria descartada, mas adiada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.