Senado aprova indicação de Alexandre Tombini para o BC

A Comissão de Assuntos Econômicos do Senado aprovou hoje por 24 votos a 1 a indicação do economista Alexandre Tombini para a Diretoria de Estudos Especiais do Banco Central. Tombini substituirá o economista Eduardo Loyo, que está indo para Washington trabalhar como representante do Brasil junto ao FMI. O líder do governo no Senado, Aloizio Mercadante, disse hoje que o nome de Tombini deve ser encaminhado ao plenário do Senado dentro de duas semanas. Ele explicou que o encaminhamento não será feito de imediato em função de pedido do próprio Tombini. Segundo Mercadante, o diretor indicado do BC pediu um pouco de tempo para conseguir fazer a transferência de sua família, que ainda mora em Washington, para Brasília. A oposição, no entanto, disse que o nome de Tombini só será votado em plenário depois que for solucionada a questão envolvendo a indicação de Alexandre Moraes para o Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Aprovada pela Câmara, a indicação de Moraes foi derrubada em sessão do plenário do Senado Federal.

Agencia Estado,

24 Maio 2005 | 14h18

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.