Senado dos EUA aprova lei agrícola. Bush promete sancionar

O Senado norte-americano aprovou a nova lei agrícola, que já havia sido aprovada pela Câmara, por 64 votos a 35. A lei prevê subsídios agrícolas que deverão somar US$ 190 bilhões ao longo dos próximos dez anos e anula legislação anterior, de 1996 (durante o governo Clinton), que pretendia tornar o setor menos dependente do governo. Embora vários políticos do Partido Republicano tenham se manifestado contra a nova lei, argumentando que ela eleva os gastos com subsídios em 80% em relação aos níveis atuais, o presidente George Bush, do mesmo partido, prometeu sancioná-la. Um veto presidencial prejudicaria candidatos republicanos na eleição para o Congresso, no fim deste ano. As informações são da Associated Press, citada pela Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.