Senado dos EUA decide iniciar debate sobre reforma bancária hoje

Proposta de reforma que trata de como lidar com bancos e instituições 'grande demais para falir' deve ser discutida

Regina Cardeal e Gustavo Nicoletta, da Agência Estado,

29 de abril de 2010 | 07h32

A agenda de eventos dos EUA para esta quinta-feira, 29, traz como destaque o debate entre republicanos e democratas do Senado sobre o projeto de reforma da legislação financeira do país, a partir das 13h15 (horário de Brasília). O líder republicano no Senado norte-americano, Mitch McConnell, disse em um comunicado que seu partido havia chegado a um acordo com os democratas sobre a parte da proposta de reforma que trata de como lidar com bancos e outras instituições consideradas "grandes demais para falir", sugerindo que a oposição permitiria, após três bloqueios consecutivos, que o texto fosse discutido em plenário.

 

Também nesta quinta-feira, o presidente dos EUA, Barack Obama, planeja nomear Janet Yellen, atualmente presidente do Federal Reserve de São Francisco, como vice-presidente do banco central norte-americano. Ele também deverá nomear o economista do Massachusetts Institute of Technology (MIT) Peter Diamond e a reguladora bancária do estado de Maryland Sarah Bloom Raskin para assentos no board de sete membros do Fed.

 

No mesmo dia, o secretário de Tesouro dos EUA, Timothy Geithner, falará sobre o orçamento de seu departamento para o ano fiscal 2011 durante uma audiência com um subcomitê do Senado norte-americano, às 15h30 (de Brasília). As informações são da Dow Jones

Tudo o que sabemos sobre:
EUASenadoreforma bancáriadebate

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.