Senado dos EUA tenta votar nesta 2ª feira projeto para financiar governo

Impasse envolve a manutenção dos programas de ajuda a vítimas de desastres naturais

Ricardo Gozzi, da Agência Estado,

26 de setembro de 2011 | 12h42

WASHINGTON - O Congresso dos Estados Unidos aproxima-se perigosamente - e pelo menos pela terceira vez somente em 2011 - de um novo prazo para obter um acordo que garanta o financiamento do governo federal. O impasse, que envolve a manutenção dos programas de ajuda a vítimas de desastres naturais, ocorre às vésperas de um recesso parlamentar nos EUA. Sem um acordo no Congresso, o governo norte-americano poderá ficar sem dinheiro para cumprir seus compromissos já em outubro.

Líderes da Câmara e do Senado organizaram-se para trabalhar durante o fim de semana na busca por um acordo, mas ainda teriam de convencer suas bancadas antes de transformar em lei um novo projeto. O impasse persistia hoje, mas um porta-voz do líder da maioria democrata no Senado, Harry Reid (Nevada), citado pela agência Bloomberg disse que os democratas trabalhavam com a expectativa de angariar apoio suficiente para votar o tema às 17h30 locais de hoje (18h30 em Brasília).

Na semana passada, a Câmara dos Representantes e o Senado dos EUA foram incapazes de chegar a um acordo para permitir o financiamento das operações do governo para além de 30 de setembro. Democratas e republicanos estão divididos em relação a cortes de gastos em alguns programas federais para liberar recursos para a ajuda a vítimas de desastres naturais. A Agência Federal de Situações Emergenciais dos EUA prevê que o fundo de ajuda a vítimas de desastres poderia ficar sem nenhum dinheiro já amanhã, caso não haja acordo.

No entanto, ao contrário de outras acirradas disputas ocorridas este ano em torno dos gastos do governo e da elevação do teto de endividamento federal, nem democratas nem republicanos acreditam que o atual impasse poderá levar ao fechamento do governo.

Caso democratas e republicanos consigam resolver suas divergências, a votação poderá ocorrer ainda nesta segunda-feira. Os congressistas norte-americanos pretendem entrar em recesso no fim da próxima semana. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.