Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Senador dos EUA teme não ampliação de teto da dívida

Um fracasso em aumentar o teto do endividamento do governo dos Estados Unidos é "totalmente inaceitável", afirmou hoje um destacado senador democrata, Richard Durbin (Illinois), o qual criticou sugestões de alguns congressistas de que uma breve moratória não seria prejudicial para a economia americana.

ANDRÉ LACHINI, Agencia Estado

22 de maio de 2011 | 20h41

Durbin, em entrevista à emissora CNN, disse que um fracasso em agir até o prazo máximo de 2 de agosto, fixado pelo Departamento do Tesouro, poderia mergulhar os EUA em outra recessão. "Se nós entrarmos em moratória, como vários congressistas irresponsáveis já pediram, estaremos virtualmente rumando para uma posição onde toda a nossa economia estará em risco", disse Durbin.

Os EUA atingiram na semana passada seu limite de endividamento e funcionários do Tesouro americano afirmaram que a capacidade da máquina do governo de emprestar dinheiro irá se exaurir até 2 de agosto. Enquanto isso, congressistas discutem sobre a conveniência de ligar o aumento do teto a uma supervisão mais ampla dos gastos do governo e a uma política de controle dos déficits. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
dívidatetoEUASenado

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.