Senador pede bloqueio de compras do JBS nos EUA

O chefe do subcomitê antitruste doSenado dos Estados Unidos enviou uma carta ao Departamento deJustiça, na terça-feira, pedindo que seja bloqueada a compra deduas processadoras de carne bovina norte-americanas pelacompanhia brasileira JBS, para garantir que os produtoresrecebam pagamentos justos por seus animais. O JBS, maior produtor mundial de carne bovina e que comprourecentemente a norte-americana Swift, disse em março que fechouacordos para adquirir o Smithfield Beef Group e o National BeefPacking Co, assim como o australiano Tasman Group, por um totalde 1,3 bilhão de dólares. O senador Herb Kohl, em sua carta ao Departamento deJustiça, afirmou que o acordo deixaria três processadoras decarne bovina dos EUA com mais de 80 por cento do mercado. "Ao reduzir o número de grandes compradores de bois decinco para três --e em algumas regiões mesmo para um ou dois--esse acordo dará aos processadores de carne restantes um enormepoder de compra", disse ele a Thomas Barnett, procurador-geralassistente em temas antitruste. "As leis antitruste não devem favorecer um resultado tãoperigoso. Eu, portanto, peço ao Departamento de Justiça quetome uma ação para bloquear essas aquisições", disse Kohl. Apesar de o subcomitê de Kohl monitorar a divisãoantitruste do Departamento de Justiça, ele não tem poder dedecisão. O JBS e o Departamento de Justiça não puderam sercontatados para comentar. Se o Departamento de Justiça aprovar o acordo, Kohl disseque o órgão deve ao menos exigir que o JBS renuncie ao FiveRivers Ranch Cattle Feeding LLC, da Smithfield. A empresaproduz dois milhões de cabeças de gado anualmente e podepermitir ao JBS que reduza o preço que paga pelo gado, disse osenador. Isso pressionaria ainda mais os pecuaristasnorte-americanos, que já sofrem com os altos preços das raçõese dos combustíveis. "O JBS Swift pode estrategicamente abater essa oferta emcertos momentos sem precisar comprar gado no mercado à vista.Tal conduta pode enfraquecer substancialmente os preços pagos aprodutores independentes", escreveu Kohl. O JBS S.A. disse em março que pagaria 565 milhões dedólares pelo Smithfield; 560 milhões pelo National Beed e 150milhões pelo Tasman. O Tyson Foods Inc é o maior produtor de carne bovina dosEUA, com cerca de 30 por cento do mercado norte-amercano,enquanto o National Beef é quarto maior e o Smithfield oquinto, de acordo com estatísticas da indústria. (Reportagem adicional de Camila Moreira, em São Paulo)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.