Sentimento do consumidor alemão fica estável para abril

A confiança do consumidor na Alemanha, maior economia da Europa, ficou estável para abril, mas os desdobramentos da crise do Chipre podem afetar a confiança mais para frente, afirmou o grupo de pesquisa de mercado GfK nesta quarta-feira.

Reuters

27 de março de 2013 | 08h52

O indicador do sentimento do consumidor, baseado em uma pesquisa com aproximadamente 2 mil alemães, ficou estável em 5,9 para abril, ajudado por uma melhora nas expectativas econômicas, embora os consumidores tenham ficado um pouco menos dispostos a gastar com produtos e também ficaram um pouco mais pessimistas com as perspectivas de ganhos.

O GfK informou que a pesquisa foi realizada antes de ser anunciada a ideia de forçar depositantes a contribuir com o pacote de resgate cipriota, portanto os resultados não mostram qualquer impacto do aprofundamento da crise no Chipre.

Pelo terceiro mês seguido, os consumidores ficaram mais otimistas com a economia alemã, que contraiu 0,6 por cento nos últimos três meses de 2012, mas que deve ter retornado a um crescimento moderado no primeiro trimestre deste ano.

Outro indicador de sentimento futuro também apontou para uma pequena melhora na economia no primeiro trimestre, embora o índice de clima empresarial Ifo tenha caído em março e alguns economistas tenham dito que indicadores positivos de sentimento superaram o desempenho real.

(Reportagem de Michelle Martin)

Tudo o que sabemos sobre:
MACROALEMANHACONFIANCA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.