Sentimento empresarial na Alemanha recua em abril pelo 2º mês

O subíndice de expectativas caiu mais que o previsto, para 104,7 em abril, de 106,5 em março

Reuters,

21 de abril de 2011 | 10h05

O sentimento empresarial na Alemanha enfraqueceu pelo segundo mês seguido em abril, após ter atingido máxima em duas décadas em fevereiro, em mais uma evidência de que as taxas de crescimento na maior economia europeia podem estar perto do pico.

O índice de clima empresarial do instituto Ifo caiu para 110,4, segundo pesquisa divulgada nesta quinta-feira. Em fevereiro, o índice atingira o pico de 111,3, o maior desde que os registros para a Alemanha unificada começaram, em 1991.

O subíndice de expectativas caiu mais que o previsto, para 104,7 em abril, de 106,5 em março. O componente de condições atuais, por outro lado, aumentou para 116,3, de 115,8.

Mais cedo, nesta quinta, o Ministério das Finanças afirmou que a economia alemã provavelmente cresceu 0,75% no primeiro trimestre de 2011, acima da expansão de 0,4% do trimestre imediatamente anterior.

Tudo o que sabemos sobre:
MACROALEMANHAIFO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.