S&P coloca 10 empresas européias em observação

A Standard & Poor´s Ratings Services colocou os ratings de crédito de longo prazo e alguns de curto prazo de 10 empresas européias em CreditWatch (observação negativa), incluindo a Arcelor SA (BBB/A-2), Compagnie Generale Des Etablissements Michelin SCA (Michelin, BBB+), Portugal Telecom SGPS SA (A/A-1), Deutsche Post AG (A+), GKN Holdings PLC (BBB+), Linde AG (A-), Pilkington PLC (BBB), Rolls-Royce PLC (A-), ThyssenKrupp AG (BBB/A-2) e TPG NV (A/A-1). A revisão da S&P representa a mais abrangante análise de crédito sobre as implicações das obrigações com benefícios de pós-aposentadoria sobre grandes empresas européias e faz parte da contínua monitoração da S&P a respeito da exposição dessa obrigação no rating das companhias. A análise da S&P baseou-se em estimativas do valor dos bens patrimoniais no fundo de pensão de cada empresa no final de 2002 e na totalidade das obrigações com benefícios de pós-aposentadoria de cada empresa. "A S&P considera as obrigações com benefícios de pós-aposentadoria como dívida em natureza, dado o futuro resgate de caixa que esse passivo representa, apesar das dificuldades de avaliar-se precisamente esse passivo e as várias estimativas envolvidas", disse Emmanual Dubois-Pelerin, analista de crédito da S&P. "Além disso, a S&P acredita que os riscos decorrentes desse passivo aumentaram como resultado de uma intensa discussão sobre normas mais estritas sobre financiamento, um contínuo aumento dos custos com assistência médica, a deterioração no valor do patrimônio e um cenário de enfraquecimento da economia global", acrescenta o analista.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.