S&P eleva rating da Colômbia; perspectiva é estável

A agência de classificação de risco Standard & Poor''s elevou hoje o rating soberano da Colômbia para BBB, de BBB-, com perspectiva estável, citando um perfil mais forte de crédito do país, os crescentes mercados de capital domésticos e perspectivas de longo prazo favoráveis para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) colombiano.

AE, Agencia Estado

24 de abril de 2013 | 13h09

"Elevamos o rating de longo prazo em moeda estrangeira devido ao fortalecimento dos pilares da economia colombiana, que reduziram sua vulnerabilidade a choques externos e ampliaram sua capacidade de ter um estável crescimento do PIB no longo prazo", disse o analista de crédito da S&P Joydeep Mukherji.

Segundo a agência, a perspectiva estável reflete a expectativa de que a Colômbia dará continuidade às suas políticas favoráveis aos investidores. A S&P também afirmou que "as negociações entre o governo e o principal grupo de guerrilha do país podem levar a uma redução significativa da violência".

"Mais segurança, juntamente com mais investimento em infraestrutura e a contínua política macroeconômica cautelosa podem impulsionar a confiança do investidor e melhorar o perfil de crédito", disse a agência, acrescentando que pode elevar novamente o rating nesse cenário.

No entanto, uma mudança inesperada na tendência fiscal do país, combinada com um crescimento do PIB menor que o esperado, pode gradualmente elevar o fardo da dívida sobre o setor público e enfraquecer o perfil de crédito do país. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
ColômbiaratingS&P

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.