S&P rebaixa 9 bancos italianos e põe outros 23 em observação

Decisão da agência ocorre após o rebaixamento do rating da Itália anunciado nesta semana

Renato Martins, da Agência Estado,

12 de julho de 2013 | 14h49

MILÃO - A Standard & Poor's rebaixou os ratings de nove bancos da Itália e colocou os ratings de 23 outros bancos do país em observação para possível rebaixamento. A medida se segue ao rebaixamento do rating de crédito soberano de longo prazo da Itália para BBB, de BBB+, anunciado pela S&P em 9 de julho.

"Como resultado da medida em relação ao rating soberano, estamos rebaixando para BBB, de BBB+, os ratings de longo prazo de nove bancos italianos, UniCredit e sua subsidiária central UniCredit Leasing, Intesa Sanpaolo e sua subsidiária Banca IMI, Banca Fideuram, Mediobanca, Cariparma, Banca Nazionale del Lavoro e Istituto del Credito Sportivo", diz o comunicado da agência.

Foram colocados em observação para possível rebaixamento os ratings de UniCredit Austria (A-), Unicredit Bank AG, UniCredit Luxembourg (A), Unicredit Bulbank, ZAO UniCredit Bank (BBB), Credito Emiliano, Unione di Banche Italiane (BBB), MedioCredito Centrale, Iccrea Holding, Iccrea Banca, Iccrea BancaImpresa. Banca Popolare dell'Alto Adige, Istituto Centrale delle Banche Popolari Italiane, CartaSi, FGA Capital (BBB-), Banca Popolare di Milano, Banca Akros, veneto Banca, Banca Popolare di Vicenza, Banca Popolare dell'Emilia Romagna, Banco Popolare Società Cooperatica SCRL, Banca Aletti, Credito Bergamasco (BB+), Unipol Banca (BB), Dexia Credito (B+), Banca Fideuram, Mediobanca e Istituto per il Credito Sportivo (BBB). Foram mantidos em observação para possível rebaixamento os ratings do Agos-Ducato e da Banca Carige. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
italiacrises&Prating

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.