Serasa: busca de empresas por crédito cai 4,3%

A busca das empresas por crédito no Brasil caiu 4,3% em agosto ante julho, após cinco elevações seguidas, de acordo com o Indicador Serasa Experian de Demanda das Empresas por Crédito, divulgado hoje. O declínio foi definido pela redução de 4,5% da procura de crédito das micro e pequenas empresas. Conforme os especialistas da Serasa Experian, elas ainda enfrentam obstáculos de alcance ao crédito no sistema financeiro nacional. Mas essa condição deve mudar com o início do Fundo Garantidor de Investimentos (FGI), segundo a empresa. O fundo tem por objetivo aumentar a participação das pequenas empresas nos desembolsos do banco por meio da garantia aos agentes repassadores de crédito de até 80% do valor total financiado.

AE, Agencia Estado

17 de setembro de 2009 | 11h11

Ainda colaborou para o enfraquecimento do indicador o menor número de dias úteis no mês em relação a julho. Na variação anual (ante o mesmo mês de 2008), agosto mostrou baixa de 4%. No acumulado de janeiro a agosto de 2009, a queda foi de 5,8% em confronto com o mesmo tempo de 2008, o melhor comportamento até o momento em 2009 por esta base. A região que teve o maior arrefecimento na demanda das empresas por crédito em agosto foi a Centro-Oeste, com queda de 9,2% no confronto com julho. Depois, vem a Região Norte, com declínio de 7%. No Nordeste, o enfraquecimento da busca por crédito foi de 3,6%, no Sul a redução foi de 1,9%, e, no Sudeste, foi de 4,3%.

No acumulado de 2009, as empresas do Norte tiveram a menor queda da demanda, de 1,4%. A Serasa lembrou que esta região foi a mais favorecida por benefícios fiscais do governo, sobretudo nos setores de eletrodomésticos e motocicletas. Depois, no mesmo critério, está o Nordeste, com recuo de 2,8%. No Sul, houve os maiores recuos em busca por crédito no acumulado do ano, de 8,9%.

Na classificação por porte, agosto de 2009 teve queda de 4,5% na demanda das micros e pequenas. No caso das médias empresas, o recuo foi de 1,3%. Já as grandes companhias cresceram 0,9% nesta procura. Somente estas últimas tiveram variação acumulada anual positiva, de 1,7%, ante mesmo período de 2008. As médias tiveram recuo de 4,7% e as micro e pequenas recuaram 6% nesta mesma base.

Por setor da economia, Serviços recuou 9,9% a busca por crédito em agosto ante julho, Indústria caiu 1,9% e Comércio, 0,1%. No acumulado do ano, os três segmentos tiveram reduções parecidas, perto de 6%. O Indicador Serasa Experian da Demanda das Empresas por Crédito foi lançado em 17 de março. O índice é feito com base numa amostra de 1,2 milhão de Cadastros Nacionais da Pessoa Jurídica (CNPJs).

Tudo o que sabemos sobre:
créditoempresasSerasa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.