Serasa: cresce o número de cheques devolvidos

Segundo dados da Centralização de Serviços Bancários (Serasa), no mês passado, o número de cheques devolvidos por falta de fundos de pessoas físicas e jurídicas foi 11,9 a cada mil compensados. O número é superior ao atingido em janeiro do ano passado (9,4 por mil). A explicação da Serasa para o crescimento da proporção de cheques sem fundo é o aumento da atividade econômica no último quadrimestre de 2000. Além disso, no primeiro trimestre do ano, o consumidor tem mais despesas no seu orçamento com pagamento de impostos, matrículas, gastos com escola e com férias. Mas a oferta do crédito está crescendo mais que a inadimplência. Outro fator para a maior devolução de cheques é o fato de muitas empresas oferecerem prazos maiores para o pagamentos sem verificar adequadamente o perfil do consumidor. Como, muitas vezes, o financiamento é feito por meio de cheques pré-datados, a inadimplência acaba se refletindo no número de cheques sem fundo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.