Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Serasa: inadimplência das empresas é de 2,2% no ano

A inadimplência das empresas cresceu em outubro, conforme apontou hoje o Indicador Serasa de Inadimplência Pessoa Jurídica. Na comparação com setembro, a alta foi de 11,3%, enquanto na relação anual, ante outubro do ano passado, o avanço foi de 7,6%. No acumulado do ano, de janeiro a outubro, o crescimento da inadimplência foi de 2,2% na comparação com o mesmo período de 2006. Segundo a Serasa, este é o décimo avanço no acumulado do ano.Os títulos protestados foram os principais responsáveis pela alta na inadimplência das empresas no acumulado do ano, com uma participação de 40,4% no indicador de janeiro a outubro de 2007. Os cheques sem fundos ficaram em segundo lugar no ranking de representatividade com participação de 38,2% nos dez meses de 2007, enquanto as dívidas com os bancos tiveram participação de 21,4% e ocuparam a terceira colocação.Na comparação do acumulado de janeiro a outubro de 2007 com o mesmo período do ano passado a Serasa aponta que houve alta de 6,7% no valor médio dos títulos protestados, que subiu para R$ 1.486,33. Já os cheques sem fundos registraram valor médio de R$ 1.162,76, o que corresponde a uma queda de 5,4% ante mesmo período de 2006. O valor médio com os bancos, por sua vez, avançou 11,7% no período, chegando a R$ 4.099,40.Na avaliação de especialistas da Serasa, o crescimento na inadimplência das pessoas jurídicas ocorreu pela maior oferta de crédito e pelo descompasso de prazos entre o financiamento ao cliente (longo prazo) e o financiamento do capital de giro das empresas (curto prazo). Os técnicos mencionam ainda a dificuldade das empresas exclusivamente exportadoras, cuja rentabilidade vem sendo comprometida pela valorização do real em relação ao dólar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.