Serasa: pedidos de recuperação judicial crescem 193%

O número de pedidos de recuperação judicial quase triplicou nos primeiros cinco meses deste ano se comparado ao mesmo período do ano passado, de acordo com o Indicador de Falências e Recuperações divulgado hoje pela empresa de informações econômicas Serasa Experian. De janeiro a maio, chegaram à Justiça 334 requerimentos de recuperação, alta de 193% em relação aos primeiros cinco meses do ano passado (114).

GUSTAVO URIBE, Agencia Estado

04 de junho de 2009 | 17h03

O salto na quantidade de pedidos protocolados revela, segundo os economistas da Serasa, que a crise internacional teve fortes efeitos sobre a economia brasileira. Eles destacam que a melhora no consumo, a redução dos juros e a maior entrada de capital externo observadas neste primeiro semestre ainda não deram fôlego para as empresas brasileiras enfrentarem seus problemas financeiros.

Apenas no mês de maio, de acordo com o levantamento da Serasa, foram registrados 255 pedidos de falências. Em abril haviam sido 185 pedidos. Em maio de 2008, foram registrados 213 pedidos.

O indicador da Serasa também levantou o número de recuperações judiciais deferidas, ou seja, requerimentos ainda em processo de análise pela Justiça. Nos primeiros cinco meses do ano, foram registrados 214 deferimentos, contra 70 no mesmo período do ano passado - um aumento de 205,7%. Quanto às recuperações judiciais concedidas, de janeiro a maio foram registradas 36. No mesmo período do ano passado, foram apenas 6.

Já as falências requeridas, de janeiro a maio, somaram 945, abaixo das 975 registradas nos cinco primeiros meses de 2008. As falências decretadas, por sua vez, tiveram 334 registros de janeiro a maio deste ano, enquanto no mesmo período de 2008 foram 408.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.