Serasa: queda da inadimplência vai desacelerar em 2010

A queda do nível de inadimplência do consumidor brasileiro deve perder fôlego a partir do segundo trimestre de 2010, segundo informou hoje a empresa de análise de crédito Serasa Experian. Isso porque, segundo a entidade, o rápido aumento do endividamento ao longo dos últimos meses, para aquisição de automóveis e bens duráveis, não foi acompanhado de elevação, em magnitude semelhante, da massa de rendimentos. São considerados inadimplentes os consumidores com dívidas em atraso a mais de 90 dias.

ANA LUÍSA WESTPHALEN, Agencia Estado

12 de novembro de 2009 | 13h38

O Indicador Serasa Experian de Perspectiva da Inadimplência do Consumidor caiu 0,2% em setembro, chegando aos 98,6 pontos, o menor patamar desde março de 2008. Essa foi a décima queda consecutiva do índice. Para os analistas da empresa, a atual trajetória de redução dos níveis de inadimplência deverá prosseguir durante o quarto trimestre de 2009 e o primeiro trimestre de 2010.

Entre as empresas, a expectativa é de que a inadimplência entre em trajetória de declínio durante o quarto trimestre desde ano e se mantenha em queda durante o primeiro trimestre de 2009. Para a Serasa, a retomada da atividade econômica, reequilibrando o fluxo de caixa das empresas, é o que vai determinar este processo.

Tudo o que sabemos sobre:
inadimplênciadívidaspesequisaSerasa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.