Serra mantém campanha a favor de genéricos

Com o objetivo de divulgar e incentivar o uso de genéricos no País, o ministro José Serra afirmou ontem, em Ribeirão Preto, que enviará uma carta pessoal a todos os médicos brasileiros. "Falta informação e os próprios médicos querem ter certeza da qualidade dos genéricos", explicou, acreditando que essa medida facilitará as indicações desses remédios mais baratos. Serra aproveitou para atacar as farmácias. "Não faltam genéricos, não. São os farmacêuticos que não querem vendê-los mesmo", comentou o ministro. Segundo ele, quando chegar a 100 remédios genéricos na classe terapêutica, uma forte campanha será realizada em todo o País. "Com o tempo, vamos criar normas gerais e impor critérios de fiscalização municipal e estadual."A campanha do ministro pelo uso dos genéricos é antiga e tem surtido efeitos positivos. No último dia 25, foi inaugurada uma farmácia especializada na venda desse tipo de medicamento. Localizada em Ipanema, zona sul do Rio, a Genérico Farma tem disponíveis 32 dos 54 tipos já liberados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.