Serramby não entregou proposta à banda C, diz fonte

A empresa Serramby (Banco Opportunity e Brasil Telecom) entregou um envelope que não continha proposta de preço para a licitação da banda C do Serviço Móvel Pessoal (SMP), segundo uma fonte da Brasil Telecom. O envelope entregue hoje à Comissão Especial de Licitação do SMP seria apenas para cumprir o edital. Esta mesma fonte explicou que, como o edital pedia que fossem entregues envelopes lacrados com proposta ou não para as bandas C, D e E, os advogados da Serramby acharam conveniente entregar o envelope para a banda C, fazendo constar no documento que o grupo não tinha proposta para esta banda. A notícia de que a Serramby estava fora da banda C havia sido divulgada pelo Telecom Online, um site especializado em matéria de telecomunicações. Caso a informação seja confirmada, não haverá o leilão da banda C na Bolsa do Rio na próxima terça-feira. O presidente da Anatel, Renato Guerreiro, dissera hoje de manhã que, se fosse confirmada a composição societária da Serramby, o envelope seria devolvido em sessão pública, em Brasília. É que a Brasil Telecom e o Opportunity controlam empresas de telefonia fixa, e a legislação não permite que esse grupo participe da licitação da banda C.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.