Serviço pode evitar fraudes com cheques

A Associação Comercial de São Paulo (ACSP) lançou, na semana passada, um serviço de informação ao associado, chamado UseCheque, para substituir o antigo Telecheque. Segundo a associação, o UseCheque vem com algumas inovações, para reduzir o risco do lojista no recebimento de cheques, que ainda é um dos meios de pagamento mais utilizados pelo consumidor brasileiro.Para ajudar a reduzir a circulação de cheques roubados ou extraviados, a associação está lançando também uma campanha de divulgação do SOS Cheques e Documentos, um serviço de atendimento ao consumidor que funciona 24 horas, todos os dias da semana. Esse serviço, de abrangência nacional, pode ser acionado por meio do telefone 0800-11-1522.A gerente da Unidade de Negócios de Pessoas Físicas da ACSP, Roseli Garcia, diz que será preciso fazer uma ampla campanha de divulgação do SOS, porque muita gente não tem conhecimento de sua existência. Os riscos são maiores quando o golpe ocorre nos fins de semana e a sustação do cheque só é feita na segunda-feira.Para não dar vantagem ao ladrão, o consumidor deve ligar imediatamente para a ACSP e comunicar a perda ou o roubo dos cheques e de qualquer outro documento. No caso de cheques roubados ou perdidos fora do horário de atendimento dos bancos, o consumidor deve ligar também para a Centralização de Serviços Bancários (Serasa): (0--11) 232-0137.A comunicação do ocorrido apenas ao SOS da ACSP e ao Serasa não basta. Assim que o banco abrir, o correntista deve dirigir-se à agência bancária na qual mantém a conta para sustar oficialmente os cheques roubados ou extraviados. E mais: deve, ainda, ir até a delegacia para fazer o Boletim de Ocorrência (BO). Esse documento é importante para livrá-lo de algum problema, caso o documento perdido ou roubado seja utilizado por terceiros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.