Serviços receberam 56% do investimento externo, diz BC

O Banco Central informou que 56,4% dos investimentos diretos feitos no Brasil, no período de janeiro a maio, foram direcionados para a área de serviços. Nesta área, o setor de Correios e Telecomunicações recebeu 23,4% dos investimentos e o de intermediação financeira, 7,9%. O setor de comércio ainda recebeu 7,4% dos investimentos. A área de indústria ficou com 40,5% dos investimentos, sendo 19,5% da indústria de produtos alimentícios e bebidas e 9,2%, de produtos químicos. A indústria de fabricação e montagem e veículos recebeu outros 4,4% dos investimentos. A área de agricultura, pecuária e extrativa mineral ficou com 3,1% dos investimentos diretos feitos entre janeiro e maio de 2002.Viagens internacionaisAs despesas com viagens internacionais feitas desde o início deste mês até ontem, dia 24, foram de US$ 89 milhões, segundo informou hoje o chefe do Departamento Econômico do BC, Altamir Lopes. No mesmo período, as despesas com computação e informações foi de US$ 77 milhões e os gastos com pagamentos de royalties e licenças ficaram em US$ 46 milhões. Os gastos com aluguel de equipamentos no exterior nesse mesmo período foram de US$ 172 milhões.

Agencia Estado,

25 de junho de 2002 | 13h36

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.