Robson Fernandes/Agência Estado
Robson Fernandes/Agência Estado

Sete frigoríficos brasileiros exportarão miúdos suínos para a China, afirma Tereza Cristina

Ministra da Agricultura afirma que habilitação de plantas frigoríficas vai movimentar economia catarinense; estão contempladas as marcas Seara, Aurora, Pamplona e BRF

Isadora Duarte e Augusto Decker, O Estado de S.Paulo

04 de novembro de 2019 | 10h56
Atualizado 04 de novembro de 2019 | 11h32

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, anunciou nesta segunda-feira, 04, que a China habilitou sete plantas frigoríficas de Santa Catarina para exportar miúdos de suínos. "As exportações já podem ter início imediato. Medida vai movimentar a economia catarinense e gerar mais renda para os produtores rurais", afirmou a ministra, em sua conta oficial do Twitter.

 

Segundo a titular da pasta, a habilitação é consequência da missão recente do governo federal à Ásia. "A habilitação é resultado das tratativas realizadas durante viagem do presidente Jair Bolsonaro ao país asiático no fim de outubro", acrescentou.

 

Das sete plantas de miúdos de suínos de Santa Catarina habilitadas para exportar à China, duas são da Seara (JBS), duas da Aurora e duas da Pamplona Alimentos. A sétima unidade é da BRF.

De acordo com uma fonte, o Ministério da Agricultura brasileiro enviou carta para o GACC, órgão chinês responsável pelas questões sanitárias e fitossanitárias, em 21 de outubro pedindo a habilitação das sete unidades, carta esta que foi respondida hoje.

Confira a lista das sete plantas habilitadas:

SIF 3392 - Seara

SIF 3548 - Aurora

SIF 377 - Pamplona

SIF 784 - Aurora

SIF 3237 - Seara

SIF 1156 - Pamplona

SIF 160 - BRF

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.