AFP PHOTO / FEDERICO PARRA
AFP PHOTO / FEDERICO PARRA

Sete países da UE pedem acordo com Mercosul

Dirigentes europeus, entre eles de Alemanha e Espanha, pedem conclusão de acordo 'histórico'

Agências internacionais, France Presse

22 de junho de 2019 | 05h00

Os dirigentes de sete países europeus, entre eles Espanha e Alemanha, pediram a Bruxelas que conclua um “histórico” acordo comercial com o Mercosul, negociado desde 1999 e que, em sua reta final, enfrenta reservas dentro do bloco.

“Temos uma oportunidade histórica, estratégica, para fechar um dos acordos mais importantes da política comercial comum europeia”, ressaltam em uma carta enviada na quinta-feira para o presidente da Comissão, Jean-Claude Juncker, à qual a Agência France Presse teve acesso.

No momento em que as negociações parecem se aproximar do fim, o Executivo comunitário, encarregado de negociar em nome da União Europeia (UE), é alvo de uma campanha de pressão -- tanto dos partidários do acordo quanto de seus críticos.

Dias atrás, em outra carta, os líderes da França, Irlanda, Bélgica e Polônia expressaram sua “profunda preocupação” sobre o impacto de um acordo na agricultura, um setor sensível que teme ser sacrificado em benefício da indústria.

“Ambas as partes devem estar dispostas a fazer algumas concessões finais para conseguir este acordo histórico”, respondem os presidentes de Alemanha, Espanha, Holanda, Portugal, Suécia, Letônia e República Checa.

Os dirigentes defendem que “o comércio é chave para o crescimento econômico e a criação de emprego na UE" e ressaltam os benefícios para a indústria de veículos e autopeças, de maquinário, produtos químicos e farmacêutica.

A Comissão Europeia confirmou a recepção de ambas as cartas.

Os chefes negociadores de ambos os blocos iniciaram ontem , em Bruxelas, discussões em nível técnico. Se houver avanço, o encontro levará a uma reunião de ministros na próxima semana, disse o comissário de Agricultura, Phil Hogan.

Segundo fontes ligadas à negociação, o encontro de ministros dos países do Mercosul com o irlandês Hogan e a comissária europeia do Comércio, a sueca Cecilia Malmström, será em Bruxelas, em 27 de junho.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.