finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Setor agropecuário pede mais atenção

O presidente da Sociedade Rural Brasileira (SRB), Cesário Ramalho, avaliou que o Produto Interno Bruto (PIB) da Agropecuária, que subiu 17% no primeiro trimestre deste ano ante igual período de 2012 e 9,7% sobre o quarto trimestre de 2012, "mostra que o governo tem de dar mais atenção a esse setor". "O Brasil tem uma agricultura estruturada, mas poderíamos estar produzindo bem mais, com produtividade maior, se tivéssemos o devido apoio do governo", afirmou. Segundo ele, são necessários investimentos em logística e maior critério na demarcação de terras indígenas em áreas de produção.

TÁSSIA KASTNER E JOSÉ ROBERTO GOMES, Agencia Estado

29 de maio de 2013 | 12h37

Para o restante do ano, Ramalho projeta um cenário favorável para a agropecuária brasileira, mesmo que a tendência de queda dos preços das commodities se confirme. "Devemos ter um crescimento no valor bruto de produção. O agricultor está estruturado e capitalizado. A perspectiva é boa", concluiu.

Na avaliação do sócio-diretor da MB Agro, José Carlos Hausknecht, o avanço do PIB agropecuário no primeiro trimestre deste ano se deu sobre uma base de comparação muito baixa. No verão de 2012, quando a seca prejudicou a produção de grãos na Região Sul, o PIB agropecuário do primeiro trimestre recuou 11,2%. Já no fim de 2012, o PIB agropecuário caiu 6,2%. "Agora estamos tendo uma recuperação. A safra de verão foi boa, com aumento de produtividade", lembrou Hausknecht.

Na avaliação de Amaryllis Romano, sócia da consultoria Tendências, o crescimento do PIB da Agropecuária no primeiro trimestre deste ano "veio muito bem e dentro do que se esperava". Ela ressalta o desempenho positivo de soja e milho, que tiveram aumento de produção na safra 2012/13, alcançando níveis recordes. Mas observa, no entanto, que é baixa a base de comparação. No primeiro trimestre do ano passado, a seca na Região Sul diminuiu a produção de grãos no ciclo 2011/12. Já no fim de 2012, a retração do PIB agropecuário foi atribuída à pecuária.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.