Setor automotivo tem recorde histórico de exportações em junho

As exportações de veículos da indústria automotiva em junho somaram US$ 699 milhões e foram 43,9% maiores do que em junho de 2003. Foi um recorde histórico mensal do setor. O recorde anterior foi obtido em março deste ano, quando as vendas externas atingiram US$ 686 milhões.O presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), Rogelio Golfarb, afirmou hoje, em São Paulo, que as exportações no primeiro semestre foram maiores do que o previsto, somando US$ 3,58 bilhões, um aumento expressivo de 53% sobre igual período de 2003.Por causa disso, a Anfavea resolver revisar para cima a estimativa de exportações para 2004. A entidade prevê vendas externas de US$ 6,9 bilhões este ano, com aumento de 25% sobre as exportações de 2003. A estimativa anterior feita pela Anfavea era de 20% de crescimento nas exportações (US$ 6,6 bilhões).Recuperação argentina favoreceu resultadoGolfarb afirmou que a recuperação da economia Argentina é um dos principais fatores para o desempenho das exportações do primeiro semestre. De janeiro a maio, toda a cadeia automotiva do Brasil (incluindo autopeças) comercializou US$ 1,019 bilhão para a Argentina, 150% a mais do que nos primeiros cinco meses de 2003. A expectativa é que o mercado interno argentino consuma, no mínimo, 243 mil veículos neste ano, o dobro do ano passado. Golfarb afirmou que a indústria automotiva espera que não haja barreiras para a entrada de veículos brasileiros na Argentina. Ontem, o país vizinho determinou barreira para o ingresso de eletrodomésticos produzidos no Brasil com o objetivo de proteger a indústria local. "Vemos com naturalidade esta reação da Argentina no momento em que o Mercosul negocia o seu acordo comercial mais importante, que é com a União Européia", declarou Golfarb. "Todo acordo entre blocos econômicos precisa de ajustes constantes", disse. De janeiro a maio, a Argentina foi o segundo maior comprador da indústria automotiva brasileira, atrás apenas dos Estados Unidos. O presidente da Anfavea disse também que as exportações estão sendo estimuladas pela retomada do crescimento econômico mundial e pela boa aceitação dos veículos comerciais do Brasil em outros mercados (caminhões e máquinas agrícolas).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.