Setor criou 223 mil novas vagas de janeiro a outubro

Apenas no Estado de São Paulo, o número de vagas com carteira assinada cresceu 17,57% no período

O Estadao de S.Paulo

22 de dezembro de 2007 | 00h00

Entre janeiro e outubro deste ano, o setor da construção civil criou 223 mil vagas de trabalho, somando um total de 1,775 milhão de trabalhadores do setor com carteira assinada. De acordo com o Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo (Sinduscon-SP), o aumento das vagas tem acompanhado o aquecimento do próprio mercado habitacional.Por causa dessa expansão do segmento habitacional, o mercado imobiliário já representa 7,9% do Produto Interno Bruto (PIB) da construção civil, e 4,7% para o PIB nacional.O Estado de São Paulo foi um dos que mais contribuíram para o crescimento dos postos formais de trabalho na construção civil no Brasil: no acumulado de janeiro a outubro de 2007, o emprego no setor cresceu 17,57% ao empregar mais 75,3 mil trabalhadores. Sendo assim, o número de funcionários com registro em carteira chega a 504 mil no Estado.REGIÕESAs cidades do interior do Estado de São Paulo foram as que mais contribuíram para a elevação no nível de contratações da construção civil.No acumulado do ano, até outubro, os aumentos mais significativos foram registrados em Bauru (4.710 vagas, entre janeiro e outubro), Ribeirão Preto (4.572 postos de trabalho) e Sorocaba (4.553).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.