seu bolso

E-Investidor: O passo a passo para montar uma reserva de emergência

Setor de cartões crescerá 16,9% em 2013, prevê Abecs

A indústria de cartões de crédito e débito deve crescer 16,9% em 2013, totalizando faturamento de R$ 847 bilhões, segundo dados da Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs). "É um crescimento substancial em cima da base anterior e muito importante", avaliou o diretor presidente da instituição, Marcelo Noronha.

ALINE BRONZATI, Agencia Estado

23 de abril de 2013 | 11h09

Os plásticos de débito devem manter, conforme a Abecs, um crescimento mais acentuado, de 19,3% ao longo deste ano. Se a expectativa se confirmar, o volume transacionado nesses cartões deve atingir R$ 292 bilhões em 2013. Já os cartões de crédito devem avançar 15,7%, com faturamento de R$ 555 bilhões. " O crescimento maior do débito do que o crédito é uma tendência mundial", disse Noronha.

No Brasil, o crescimento maior do débito também é explicado pelo processo de bancarização. As projeções para 2013 também já consideram, conforme Noronha, a exclusão dos cartões private Label (os cartões próprios dos estabelecimentos comerciais) e a combinação das bandeiras mais tradicionais. Segundo ele, o objetivo da Abecs com as mudanças foi o de divulgar números mais precisos do mercado de cartões.

Tudo o que sabemos sobre:
Abecsresultados

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.