bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

Setor de máquinas cresce no quadrimestre

O setor de máquinas e equipamentos teve bom desempenho nos quatro primeiros meses deste ano e apresentou crescimento em quase todos os indicadores, tendo caído apenas em comércio exterior, segundo a Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq). O faturamento nominal cresceu 16,26% sobre os quatro primeiros meses de 2001, com o valor acumulado em 12 meses tendo alcançado R$ 31,606 bilhões, 11,3% a mais que em igual período anterior. O nível de emprego do setor cresceu 4%, o que representa a abertura de 6.837 postos de trabalho. E a utilização da capacidade instalada da indústria do setor foi de 79,72% em abril, 5,58% a mais que o mesmo mês de 2001. De acordo com Luiz Carlos Delben Leite, presidente da Abimaq, a "variação positiva reflete o bom desempenho da maioria dos subsetores pesquisados, com destaque para o de mecânica pesada, que está usando 85,16% da sua capacidade instalada". O desempenho do setor no comércio exterior, no entanto, foi abaixo das expectativas: houve queda tanto nas exportações quanto nas importações, no quadrimestre. No acumulado do ano, as exportações tiveram uma redução de 9,15%, ao passarem de US$ 1,212 bilhão de janeiro a abril de 2001 para US$ 1,101 bilhão nos quatro primeiros meses deste ano. A queda das importações foi maior, de 10%: de US$ 2,405 bilhões, em 2001, para US$ 2,163 bilhões, em 2002. Para Delben Leite, o desempenho das vendas externas reflete sobretudo a crise argentina. "As exportações destinadas a esse país foram 78,71% menores no período em relação ao ano passado", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.