Setor de minerais arrecada menos, aponta Receita

Segmento lidera o ranking com os piores desempenhos no recolhimento de tributos; em segundo lugar estão os fabricantes de automóveis, seguido por combustíveis, telecomunicações e metalurgia 

Adriana Fernandes e Renata Veríssimo, da Agência Estado,

25 de setembro de 2012 | 12h57

De acordo com dados da Receita Federal divulgados nesta terça-feira, as empresas do setor de minerais metálicos são as que mais contribuíram para a queda da arrecadação dos principais tributos cobrados pela Receita Federal nos meses de janeiro a agosto. Esse setor lidera o ranking apresentado pela Receita com os piores desempenho no recolhimento de tributos. Em segundo lugar está o setor fabricante de automóveis, seguido por combustíveis, telecomunicações e metalurgia.

A secretária-adjunta da Receita Federal, Zayda Manatta, destacou que no caso do desempenho do setor de mineração, além do impacto econômico, o resultado também está influenciado pelo fato de que uma grande mineradora recolheu, no ano passado, R$ 5,8 bilhões referente a uma ação que a empresa perdeu na Justiça e essa arrecadação não se repetiu em 2012.

No caso dos fabricantes de veículos automotores, o resultado está influenciado pela redução do IPI. No setor de combustíveis, o impacto foi gerado pela desoneração da Cide.

Tudo o que sabemos sobre:
RECEITAARRECADAÇÃOAGOSTOSETORES

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.