Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Setor de serviços dos EUA despenca e indica recessão

O setor de serviços nos EstadosUnidos recuou fortemente em janeiro para níveis inéditos desdea recessão em 2001, renovando os temores sobre a economia dospaís, segundo uma pesquisa divulgada nesta terça-feira. O índice não-manufatureuro do Instituto de Gestão eFornecimento (ISM na sigla em inglês) despencou de 54,4 para41,9 em dezembro, sua maior queda mensal registrada e um recuomuito maior do que o esperado em Wall Street. Uma pesquisa daReuters feita com economistas previa, em média, uma queda para53,0. "A recessão chegou de fato", afirmou Jane Caron,economista-chefe na Dwight Asset Management em Burlington,Vermont. Uma leitura abaixo de 50 indica contração, e o preços dostítulos de dívida dos EUA dispararam, já que os dados reforçama convicção dos investidores de que a economia norte-americanajá está em recessão. As bolsas de valores operavam em queda. O índice de emprego caiu de 51,8 para 43,9, corroborando osdados de trabalho dos EUA na semana passada, os quais indicarama primeira contração mensal no mercado de trabalho em 4 anos. (Reportagem de Pedro Nicolaci da Costa)

REUTERS

05 de fevereiro de 2008 | 13h02

Tudo o que sabemos sobre:
MACROEUASERVICOS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.