Setor de supermercados deve crescer 1% este ano

O setor de supermercados deverá fechar o ano com crescimento real (descontada a inflação) de 1%, o que elevaria o faturamento real para R$ 73,2 bilhões, informou hoje o presidente da Associação Brasileira de Supermercados (Abras), José Humberto Pires de Araújo.Já o faturamento nominal poderá girar ao redor de R$ 78 bilhões, levando em conta uma inflação em torno de 7% no ano, segundo a assessoria econômica da entidade. Até julho deste ano, o setor acumula queda real de vendas de 1,59%. A projeção de crescimento real leva em conta a recuperação das vendas no segundo semestre do ano. Com o resultado de agosto, que está para sair nos próximos dias, o retração acumulada já deverá recuar para 1,2% nos oito meses, disse o executivo.Pires de Araújo afirmou que a liberação das perdas do FGTS favorecerão o desempenho no segundo semestre. Ainda assim, o empresário qualifica o avanço de 1% não como um crescimento propriamente, mas uma "recuperação das perdas" de vendas verificadas no ano passado, quando o setor foi afetado por uma conjuntura econômica adversa e o movimento avançou apenas 0,40% em termos reais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.