Setor eletroeletrônico abre 5,7 mil vagas no semestre

As indústrias do setor eletroeletrônico abriram 5.710 vagas nos seis primeiros meses deste ano, elevando para 138.780 o total de trabalhadores que atuam no setor. O dado, divulgado nesta sexta-feira pela Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee), aponta um crescimento de 4,29%, em relação a dezembro de 2005, quando foram registrados pela associação 133.070 empregos diretos. Este número ultrapassa a previsão feita pela associação para o final deste ano e a associação eleva a estimativa de 138 mil, para 140 mil empregos no setor. Caged Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados na última quinta-feira, o Brasil já gerou 66% da meta de novas vagas para 2006. O número de postos criados nos seis primeiros meses do ano foi de 923.798 - contra um objetivo entre 1,3 milhão a 1,4 milhão.Conforme o levantamento, em junho, a criação de vagas desacelerou, tomando como base o mesmo período do ano passado. No mês passado foram 155.455 novas vagas, contra 195.536 em junho de 200O setor da Agricultura foi o que mais gerou emprego em junho, com 64.708. No setor de serviços foram gerados em junho 41.167 empregos e na indústria, 18.609.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.