Setor imobiliário da China perde força em janeiro

A alta dos preços no setor imobiliário da China perdeu força no início deste ano pela primeira vez em um ano. Segundo dados publicados pela Agência Nacional de Estatísticas, o preço médio em 70 cidades subiu 8,98% em janeiro, de 9,17% em dezembro e de 9,10% em novembro.

AE, Agencia Estado

23 de fevereiro de 2014 | 23h37

Os preços nas quatro principais cidades do país - Pequim, Xangai, Shenzhen e Guangzhou - continuaram a subir forte em janeiro. O preço médio em Guangzhou avançou 18,6% na comparação com o mesmo período do ano anterior. Em Shenzhen a alta foi de 17,8%, seguida pelos ganhos de 17,5% em Xangai e de 14,7% em Pequim.

Em janeiro, os valores subiram em 69 das 70 cidades pesquisadas pelo governo, assim como em dezembro.

Em outra pesquisa, conduzida pela Market News International com base no preço médio do metro quadrado nas 35 maiores cidades, a alta dos preços desacelerou para seu ritmo mais fraco desde setembro. Os preços de novos imóveis subiram 11,5% em janeiro, na comparação com o mesmo período do ano anterior, de 12,1% em dezembro e 12,2% em novembro. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
Chinaimóveis

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.