-15%

E-Investidor: como a queda do PIB afeta o mercado financeiro

Setor imobiliário no Reino Unido mostra sinal de melhora

A aprovação de hipotecas no Reino Unido atingiu o nível mais alto em nove meses em fevereiro, no primeiro sinal significativo de melhora no mercado imobiliário, mesmo com o crédito líquido ao consumidor caindo a ritmo recorde, mostraram dados do Banco da Inglaterra (BoE, o banco central inglês) divulgados hoje.

NATHÁLIA FERREIRA, Agencia Estado

30 de março de 2009 | 09h28

A pesquisa do BC inglês mostrou que as aprovações de hipotecas subiram para 38 mil em fevereiro, de 32 mil em janeiro, atingindo o maior nível desde maio do ano passado e superando a estimativa de economistas de aumento para 34 mil.

O crescimento geral dos empréstimos hipotecários acelerou para 1,5 bilhão de libras no mês passado, de 1,1 bilhão de libras no mês anterior. Mas o crédito ao consumidor caiu 245 milhões de libras, após alta de 165 milhões de libras em janeiro. O dado ficou abaixo das expectativas dos economistas de ganho de 500 milhões de libras e foi o menor da história de 16 anos da pesquisa. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
imóveishipotecasReino Unido

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.