Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Setor privado alemão volta a crescer em agosto após 11 quedas

Um salto na produção e nas encomendas fizeram o setor privado --de serviços e manufatureiro-- da Alemanha encerrar 11 meses de retração e voltar ao território positivo em agosto, segundo pesquisa desta sexta-feira.

BRIAN ROHAN, REUTERS

21 de agosto de 2009 | 08h34

A leitura preliminar do índice Markit --que compila os setores de serviços e manufatureiro-- subiu para 54,2 neste mês, ante 49,0 em julho, superando a linha de 50 que divide o crescimento da contração.

A alta de agosto foi a maior da série histórica iniciada em 1998 e elevou o índice para o maior patamar desde maio de 2008.

O componente do setor de serviços subiu para 54,1 na leitura preliminar de agosto, contra 48,1 em julho. Analistas consultados pela Reuters previam 48,7.

O componente manufatureiro aumentou para 49,0, contra 45,7 no mês passado. O item encomendas saltou para 53,4 neste mês, ante 50,4 em julho, o maior nível desde março de 2008.

Tudo o que sabemos sobre:
MACROALEMANHASERVICOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.