Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Setor privado da zona do euro encolhe pela 1a vez desde 2009

O setor privado da zona do euro encolheu em setembro pela primeira vez em dois anos, com a crise de dívida crescente e as turbulências nos mercados globais pressionando a economia, segundo pesquisas divulgadas nesta quinta-feira.

JONATHAN CABLE, REUTERS

22 de setembro de 2011 | 07h42

As pesquisas apontam estagnação econômica no trimestre atual e sugerem que a crise -- que começou na Grécia e se espalhou para Irlanda e Portugal, agora ameaçando Itália e Espanha -- está mitigando a confiança e o crescimento.

"A recuperação terminou, nós estamos encolhendo agora. Os indicadores antecedentes sugerem que as coisas vão piorar mais nos próximos meses", disse Chris Williamson, economista-chefe do grupo Markit.

"Não é só os problemas dos periféricos se espalhando para o centro. Há um problema mais amplo na economia global."

O índice Markit preliminar do setor de serviços da zona do euro desabou de 51,5 em agosto para 49,1 em setembro, bem abaixo das previsões de 51,0.

É a primeira vez desde agosto de 2009 que o índice cai abaixo de 50, o que sugere retração no setor. Nenhum dos 37 economistas consultados pela Reuters previa esse resultado.

O quadro foi parecido no setor manufatureiro, com o índice caindo ao menor nível em dois anos, para 48,4, ligeiramente abaixo das expectativas de 48,5.

A produção das fábricas encolheu pelo segundo mês consecutivo. O volume de novas encomendas industriais caiu pelo quarto mês e no maior ritmo desde maio de 2009. O componente caiu de 46,0 para 44,8.

O Markit disse que os números são consistentes com crescimento zero neste trimestre.

Tudo o que sabemos sobre:
MACROEUROPASERVICOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.