Setor privado da zona do euro registra alta em setembro

O setor privado da zona do euro (grupo dos 16 países que adotam o euro como moeda) cresceu pelo segundo mês consecutivo em setembro, em mais uma evidência de recuperação na região, de acordo com dados da Markit Economics. O índice dos gerentes de compra (PMI, na sigla em inglês) composto, que mede a atividade no setor privado, subiu para a máxima em 16 meses de 50,8 em setembro, ante 50,4 em agosto. Embora o dado acima de 50 indique expansão da atividade, o número ficou abaixo da previsão de economistas, de 51.

NATHÁLIA FERREIRA, Agencia Estado

23 de setembro de 2009 | 09h37

Os dados mostraram que o PMI sobre a atividade no setor de manufaturas subiu para a máxima em 15 meses de 49 em setembro, ante 48,2 em agosto; enquanto o PMI sobre o setor de serviços avançou à máxima em 16 meses de 50,6, ante 49,9 no mês passado. Economistas esperavam 50 para o setor de manufatura e 50,5 para o de serviços. Um dado abaixo de 50 indica contração da atividade. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.