Ajit Solanki/AP
Ajit Solanki/AP

Setor privado dos EUA abre 212 mil vagas em fevereiro, segundo relatório ADP

Economistas projetavam relatório com ganho de 225 mil empregos

Sergio Caldas

04 de março de 2015 | 10h42

SãO PAULO - O setor privado dos EUA criou 212 mil empregos em fevereiro, segundo pesquisa divulgada hoje pela Automatic Data Processing/Macroeconomic Advisers (ADP/MA). O dado veio abaixo da previsão de analistas consultados pela Dow Jones Newswires, que esperavam geração de 215 mil novas vagas.

A leitura de janeiro foi revisada para cima, a 250 mil postos de trabalho criados, de 213 mil.

O número da ADP/MA é considerado um indicador sobre a tendência do relatório mensal sobre o mercado de trabalho do governo dos EUA (payroll), que engloba também dados do setor público e será divulgado na sexta-feira (06). Fonte: Dow Jones Newswires.

Pleno emprego. Os EUA deverão chegar a situação de pleno emprego em meados de 2016, levando-se em conta que o setor privado norte-americano continua criando mais de 200 mil novos postos de trabalho por mês, segundo o economista-chefe da Moody's Analytics, Mark Zandi.

Pesquisa da ADP divulgada nesta manhã mostra que o setor privado dos EUA gerou 212 mil empregos em fevereiro, um pouco menos que as 215 mil vagas previstas por analistas.

Na sexta-feira (06), o governo dos EUA vai divulgar seu relatório de emprego (conhecido como payroll), que engloba também o setor público. A estimativa é que houve queda na taxa de desemprego do país no mês passado, a 5,6%, de 5,7% em janeiro. 
Tudo o que sabemos sobre:
empregoEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.