SFH: inadimplentes podem ter prejuízo

Muitas vezes, mutuários do Sistema Financeiro da Habitação (SFH) têm dificuldade para pagar a prestação do financiamento imobiliário por algum tipo de dificuldade financeira (desemprego, redução da renda familiar etc.). Na maioria das vezes, acaba procura o agente financeiro para fazer um acordo, como reduzir o valor da prestação, ainda que isso implique jogar a diferença para o saldo devedor, que precisa ser quitado ao final do pagamento das prestações. Outros recorrem à Justiça, questionando a legalidade de um sistema que permite que o saldo devedor fique acima do valor do imóvel, mesmo depois de a dívida ser amortizada por vários anos. Nesses casos, o que ocorre é que a prestação não cobre nem a parcela dos juros. Mas há ainda muitos mutuários que apenas deixam de pagar a prestação por anos seguidos, têm o bem leiloado para pagar a dívida, e só acordam para a realidade quando ficam sabendo que terão de sair do imóvel, vendido pelo agente financeiro para terceiros. É nessa hora que algumas associações de mutuários entram em cena, oferecendo os seus serviços ao mutuário, para tentar recuperar o bem perdido em leilão. A questão é saber se ainda resta alguma possibilidade de reverter a situação, principalmente se durante todo o processo de execução da dívida o mutuário não se pronunciou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.