SFI: Secovi-SP elogia novas medidas

A avaliação preliminar das Medidas Provisórias 2.221 e 2.223 é positiva, segundo o Sindicato das Empresas de Compra, Venda e Locação de Imóveis do Estado de São Paulo (Secovi-SP). A entidade realizará reunião na próxima semana para avaliar com mais rigor os documentos.A MP 2.221 institui o patrimônio de afetação e a MP 2.223 modifica o Sistema de Financiamento Imobiliário (SFI), ao introduzir figuras como a Cédula de Crédito Imobiliário (CCI) e a Letra de Crédito Imobiliário (LCI), além de permitir a livre indexação dos contratos (veja links abaixo)."A medida é positiva, mas é importante lembrar que o bom funcionamento do SFI sempre dependerá de taxas de juros adequadas, o que ainda não ocorre", disse o presidente do Secovi-SP, Romeu Chap Chap. Segundo ele, as mudanças atendem às necessidades de maior volume de recursos para financiar as atividades imobiliárias.O presidente do Secovi-SP elogiou o fato de a MP 2.221 tornar voluntária a adoção do patrimônio de afetação. Segundo Chap Chap, o dispositivo é importante para conferir segurança aos compradores de imóveis na planta e aos agentes financeiros que sustentam as operações.

Agencia Estado,

06 de setembro de 2001 | 17h32

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.