coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Shell e Mitsubishi vão construir unidade de gás na Venezuela

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, e representantes da Royal/Dutch Shell Group e Mitsubishi Corp. assinam nesta terça-feira, no palácio presidencial de Miraflores, um contrato para construir e operar uma unidade de gás natural liqüefeito, no valor de US$ 2,5 bilhões, na península de Paria, afirmou uma autoridade do governo venezuelano.No projeto, o grupo Shell terá 30%, e a Mitsubishi Corp. deterá 8%. O monopólio estatal de petróleo Petroleos de Venezuela SA (PdVSA) reterá 60% do acordo, enquanto cerca de 2% poderão ser emitidos na Bolsa de Valores local.Parte dos 60% a serem detidos pela PdVSA ainda poderá ser concedida ao Catar, que expressou interesse em participar do projeto, disse Bernardo Alvarez, vice-ministro de Petróleo da Venezuela.O projeto LNG Paria é crítico no lançamento da Venezuela como principal produtor e exportador de gás, permitindo também o desenvolvimento de campos de gás ao sul de Trinidad na plataforma de Orinoco Delta.A Venezuela possui reservas de gás natural de 146 trilhões de pés cúbicos, as maiores da América Latina.

Agencia Estado,

17 de junho de 2002 | 23h02

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.