coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Shell e Tokyo Gas lançarão joint venture de gás natural

A Royal Dutch/Shell Group e a Tokyo Gas Co. anunciaram que criarão uma joint venture para fornecer gás natural às geradoras de energia do Japão em 1º de maio. É a primeira vez em que uma empresa japonesa de serviços públicos ultrapassa um simples relacionamento entre vendedor-comprador com uma grande petroleira, marcando também a entrada da Shell no mercado de distribuição e comercialização de gás do Japão. A desregulamentação gradual no Japão nos setores de gás e energia teve início em 1995, criando novas oportunidades de negócios para empresas não relacionadas com serviços públicos, inclusive companhias estrangeiras como a Shell.O novo empreendimento, a Nijio Co, será inicialmente capitalizada com 300 milhões de ienes (US$ 2,27 milhões). A Shell Gas B.V., que é controlada pelo Shell Group, terá uma participação de 49% e a Tokyo Gas deterá 51% na nova empresa. A Nijio adquirirá gás natural da Tokyo Gas e o venderá às fornecedoras de energia com capacidade de geração de 100 megawatts ou mais e ao redor de Tóquio, segundo contratos de 10 a 15 anos. A nova companhia fornecerá operações de hedging, usando derivativos financeiros com relação à aquisição de gás natural liquefeito (LNG na sigla em inglês) pela Tokyo Gas na cobertura de perdas contra riscos cambiais e preços flutuantes do gás natural liquefeito.A Tokyo Gas importa LNG e o converte em gás natural, importando cerca de 6, 5 milhões de toneladas por ano de LNG, dos quais 80% são fornecidos pela Shell. A Nijio espera começar a fornecer gás a partir do próximo ano fiscal, a iniciar-se em abril.

Agencia Estado,

20 de março de 2002 | 13h57

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.